mais sobre mim

Posts recentes

Cuidar o mar

Sou Água

arquivos

Novembro 2007

Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

Cuidar o mar

A interacção entre o Homem e o Meio Ambiente existe desde sempre. Contudo, esta relação, gradativamente está a tornar-se menos saudável e menos sustentável.

 Como é do conhecimento geral, grande parte da superfície da Terra é coberta de água.

A água torna-se assim, o recurso mais importante, sendo fonte de muitas formas de vida, o garante da biodiversidade da natureza e um indispensável recurso da humanidade.

Ao longo das diversas civilizações, e num processo cada vez mais assustador nestes dois últimos séculos, assiste-se quase que impavidamente à contaminação das águas marinhas.

Com o advento da máquina, se os homens já detinham o domínio dos mares, vemo-nos a assistir à sua utilização de uma forma cada vez mais desenfreada sem qualquer cuidado pela sua sustentabilidade.

Da mesma forma proliferam pelo mundo o desenvolvimento das cidades litorais onde as trocas mercantilistas eram e são mais favoráveis.

É nesta ambivalência entre o advento e desenvolvimento da máquina, e o aparecimento das cidades litorais e a sua massificação urbana que a humanidade tem vindo a degradar o seu próprio habitat.

Se no litoral assiste-se, muitas vezes, ao deitar sem qualquer cuidado o mais variado tipo de dejectos para o mar através de esgotos sem qualquer tipo de tratamento, no interior proliferam estes casos nos mais diversos rios cujas águas em seu percurso se deitam no mar.

No mar encontramos ainda menor sustentabilidade.

O mar transformou-se em enormes redes viárias onde circulam grandes navios mercantes, enormes petroleiros, e os mais modernos navios de guerra, a par da mais rudimentar piroga.

Simultaneamente transformamo-lo no imenso cemitério de navios e aviões, muitos deles transportando matérias altamente perigosos e nocivos, bem como nele construímos a maior lixeira.

Ao mar o homem apontou as suas grandes plataformas de extracção de petróleo.

É este quadro negro do mar que a própria humanidade vem pintando com as cores do petróleo, da radioactividade, dos dejectos urbanos, dos químicos poluentes e nocivos quer das fabricas quer dos campos.

Urge parar, olhar e pensar o planeta Terra.

Parar ou minimizar a sua contaminação

Preservar a sua biodiversidade

Preservar as suas espécies de uma forma sustentável.

Ao fazermos isto estamos não só a olhar a Terra mas sobretudo a saúde Humana.

Freguesia dos Mosteiros, ilha de S. Miguel, Açores.

Esgoto a céu aberto, direccionado para o mar,

Poluição das terras das águas e do ar

Os dejectos provenientes da urbe direccionados  por este esgoto para o mar

O cheiro incomodo que na área prolifera.

Será que não há verbas para impedirmos esta situação?

Os Planos directores municipais e os planos de pormenor prevêem  isto?

Onde se encontra a planificação ambiental que as nossas leis tanto apregoam?

publicado por falandodeagua às 10:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Sou Água

Queria ser o que era, ser o que já não sou

Por montes e serras saltar, por vales e prados passar

Traçar trilhos errantes, marcar caminhos precisos

Suaves leitos em profundos sonhos vaguear

 

Queria ser livre, viver sem amarras

Das serras saltar e vales inundar

Queria ser o espelho de teus olhos

A alegria de teus momentos de brincar

 

Queria ser a tela dos mais puros quadros

Que o sol em mim possa pintar

Queria ser música em noites de luar

Que teu coração pudesse inundar

 

Queria poder gritar por liberdade

De barragens diques e canais me libertar

Por canos e tanques deixar de passar

Voltar a ser o que era e hoje já não sou

 

Voltar a passear sem me sujarem

De todos os lixos me limpar

Para com todos poder brincar

E com alegria vos sussurrar

 

Sou fonte que te refresca a boca

Sou lago que te encanta a alma

Sou rio que te percorre o coração

Sou água alimento que te dá vida.

publicado por falandodeagua às 18:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

subscrever feeds